Volte Sempre! ;)

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

CALCINHA PERGUNTA: CONSEGUE MANTER A PRIVACIDADE?


Quando eu era criança, meus pais tiveram que "adotar" a irmã de minha avó materna. Na época, eu devia ter uns 6, 7 anos, e ela 33. Ela tem problema, mentalidade infantil, mas assim, não constatada clinicamente.

Ela ajudava na loja, na casa, morava em casa, ganhava o salário e etc... foi assim por 7 anos. Quando cresci, comecei a gostar de garotos, claro! E ela, dava em cima deles, e fazia intrigas de mim com minhas amigas e primas.

Até que meu pai resolveu mandar ela de volta para Minas, na casa da irmã dela. Acredita que ela processou meu pai, dizendo que nunca havia ganho nada e blá blá... mas não é essa a questão.

Eu, como pré-adolecente, e meu irmão também, tínhamos que dividir o quarto com ela, muitas vezes mexia em minhas coisas, e eu tinha privacidade zero.

Dividir seu espaço é uma coisa complicada, seja por escolha ou circunstância.

Todos queremos fazer de tudo para que nossos convidados se sintam em casa, mas o que acontece quando nossa casa deixa de ser nossa?

Como achar espaço para si mesmo?

Me diga, leitoras lindas.

É possível deixar alguém entrar e ainda manter sua privacidade?

Proxima
« Anterior
Anterior
Próximo Post »
2 Comentario
avatar

Olha é mt difícil...
Minha mãe é a melhor anfitriã do mundo, já eu não. Nem sempre gosto de visitas, e ela custuma receber a todos na copa, sendo que a janela do meu quarto fica pra dentro da copa. Imagine de manhã cedo eu querendo dormir e gente falando sem parar.
As vezes me sinto mal pelo entra e sai de gente aqui. Sempre falo q qd tiver uma casa, não vou querer saber dela cheia de visitas.
As vezes atrapalha e muito.

Balas
avatar

Com certeza é algo muito desconfortante em ambos os lados. O lado anfitrião quando se sente invadido explicita as vezes por gestos comportamentais ou até por meio de palavras o descontentamento com as visitas indesejadas. Eu só vejo uma visita indesejável quando a mesma deixa de ser útil neste ambiente e por conseguinte acaba sendo um peso a mais que carregamos. Eu, durante minha adolescência ficava muito com uma tia e sentia quando não era bem vinda na casa dela. Não que eu não fosse prestativa, mas é o tal peso da responsabilidade que afeta os anfitriões.Já dizia a minha avó que : Bom rumo maria faz que sua casa vive em paz! Então, as vezes é melhor encontrar uma desculpa do que permitirmos que levem o nosso sossego.
Um beijo!

Balas

Oi!!! Obrigada pela sua visita! Não esqueça de se inscrever por e-mail aí embaixo para receber as respostas!! Adoraria que você deixasse um comentário sobre o post! Caso seja alguma pergunta, deixe seu e-mail para contato! Beijokas!!!