Volte Sempre! ;)

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

ORIGEM DE ALGUNS PRATOS!

POLENTA

A polenta tem origem na região norte da Itália. Constituía a base alimentar (o prato mais consumido) da população e dos legionários romanos. Era feita de principalmente de aveia, mas podiam ser utilizados outros cereais como a farinha de trigo.

Pouco depois da chegada dos espanhois ao Caribe em 1492, o milho foi introduzido na Europa. Na Itália, o milho passou a ser cultivado primariamente no norte, onde as chuvas são abundantes. A partir de então é que a polenta passou a ser feita de milho.

STROGONOFF

O Strogonoff é um prato de origem russa; na verdade, chamava-se Strogonov. Tudo começou no século XVI através da alimentação dos soldados russos, os quais comiam rações de carne cortadas em barris com sal grosso e aguardente para preservar o alimento.

Por meio de um cozinheiro do Czar russo Pedro, o Grande, a comida foi melhorada e refinada. O general que protegia o cozinheiro se chamava Strogonov; daí surgiu a idéia de colocar esse nome ao prato. Posteriormente, com a Revolução de 1917 e a imigração dos russos para a Europa, a receita chegou à França, onde foi refinada mais ainda, chegando à forma que conhecemos o prato atualmente. O sucesso do Strogonoff é tão grande, que junto com a lasanha e o filé à parmegiana, é atualmente um dos dez pratos mais vendidos no mundo.

FEIJOADA

A feijoada está diretamente ligada à presença do negro em terras brasileiras. Resultado da fusão de costumes alimentares europeus e a criatividade do escravo africano, a feijoada é o simbolo da culinária nacional.

Esta fusão teve origem na época do descobrimento do ouro na Capitania de São Vicente/SP, na virada do século XVII. 0 inicio da mineração no Brasil levou à criação de novas capitanias e modificou sensivelmente a economia brasileira. A partir dai incentivou-se o uso da moeda nas trocas comerciais, antes baseadas em produtos como o cacau e o algodão e fez crescer a necessidade de mão-de obra escrava, intensificando o tráfico de negros africanos e, como conseqüência, sua influência em nossos hábitos alimentares.

Nas regiões das minas de ouro (Minas Gerais, Goiás, Tocantins e Mato Grosso), como o escravo ficava totalmente absorvido pela busca do ouro e dos diamantes, e sem disponibilidade para cuidar de sua própria comida, os mantimentos vinham de outras regiões (litoral paulista e carioca) carregados nos lombos dos animais, dai a origem do não menos famoso 'Feijão tropeiro', indicando a forte apreciação nacional pelos pratos feitos à base de feijão.

Naquela época, a refeição dos escravos de Diamantina era composta basicamente de fubá de milho, feijão e sal. Assim, o feijão misturado corn farinha de mandioca ou fubá grosso de milho, antes de ser servido, virou prato tradicional naquela época.

Pouco depois, acrescentou-se a este prato a carne, fundindo o apreciado cozido português, prato corn diversos tipos de carne e legumes, cozidos todos juntos, com o já adotado feijão, toucinho e farinha. Estava feita a feijoada.

Hoje, à feijoada, constituida de feijão preto cozido sobretudo com partes do porco (orelhas, rabo, pés etc.) acrescenta-se como acompanhamento a couve refogada corn alho, o arroz branco, a farofa de farinha de mandioca e o molho de pimenta.

RISOTO

A receita original de risoto surgiu em 1574. Por quase 200 anos, nesse tempo, havia muito trabalho na construção de uma Catedral, Duomo di Milano, havia carpinteiros, arquitetos e pintores de toda a Europa. Em uma pequena fazenda poliglota ali perto havia uma comunidade Belga: Valerio de Fianders, mestre na fabricação de vidros, tinha que fabricar algumas janelas para a Catedral e isso lhe trouxe muitos estudantes. Um em particular se destacava dos outros devido a sua habilidade de misturar cores. Seu segredo era misturar um pouco de açafrão quando o vidro estivesse pronto. Seu mestre sabia da paixão de seu mais prospero aluno por açafrão, mas fingia que não sabia de nada e se limitava a dizer a seu aluno, irritando-o, que se ele continuasse com isso iria acabar colocando açafrão no risoto. Ápos muitos anos de incomodação o aluno decide aplicar um truco no seu mestre: A filha de Valerio iria se casar e o aluno subornou o cozinheiro para esse colocar no risoto um pouco de açafrão. Imagine a surpresa dos convidados quando viram aquele arroz amarelo. Um teve a coragem de experimentar, depois outro e mais outro e todos adoraram surgindo assim o risotto alla milanese.

FONDUE

A região de origem da fondue não é totalmente conhecida, mas deve situar-se na região de Jura/Savoie, na fronteira franco-suíça. A receita mais antiga encontra-se num livro de cozinha escrito em Zurique em 1699

Contrariamente à crença popular, não teria sido inventada por pessoas vivendo nos alpes suíços, pois nessa época o queijo usado na fondue era caro, o que significa que não estaria ao alcance da maior parte das pessoas vivendo nas montanhas. Assim, durante os séculos XVIII e XIX a fondue teria sido uma iguaria desfrutada apenas por pessoas mais ricas, vivendo nas cidades

Na década de 1950 a fondue entrou nas cozinhas do exército suíço, tornando-se assim conhecida dos soldados, que levaram esta receita para suas casas. Até hoje, a preparação da fondue é considerada como uma "coisa de homem" na Suíça.

A iguaria ganhou fama internacional na década de 50, quando o chefe Conrad Egli, do restaurante Chalet Suísse, em Nova Iorque, passou a servir o prato. Para complementar, criou a fondue de chocolate, que servia de sobremesa

Achou o post interessante?

  
pollcode.com free polls 

Proxima
« Anterior
Anterior
Próximo Post »
11 Comentario
avatar

hummm. que fome! vou fazer strogonoff hoje na janta...hahaha bjim!

Balas
avatar

Quantas tentações!!!Acabei a dieta vou me entregar ao pecado da gula!Strgonoff aí vou eu!

Balas
avatar

Polenta, polenta, polenta!!!!

Hahahaa, acho que é meu preferido, se for frita com uma carninha de porco então, nosssaaaa... meu pecado depois do chocolate!!!

Minha descendencia é espanhola, mas não tem problema, não, sou italiana por parte de marido... hahahaha

Interessante a origem do Strogonoff, nem imaginava!!!

Beijoooo

Balas
avatar

Ah, e feliz primavera pra nós!!! amo primavera... os passarinhos fazem a festa na minha janela nessa época, adoro a cantoria de manhã cedinho!!!!


Beijoooooo

Balas
avatar

Olha, sinceramente, desses pratos aí, eu só dispenso o Risoto, mas strogonoff de carne... arff que fome!

Balas
avatar

acho que vou fazer uma feijoada no domingo


vc atiçou meu pecado da gula

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Balas
avatar

Nossa, fiquei com vontade de comer fondue, de preferência de chocolate *---*

Balas
avatar

Esse post deu uma fome... Quanta coisa boa! Pena que com o verão chegando, neste momento estou tentando evitar essas delícias :( Bjs!

Balas
avatar

Nossa, vc me deixou com agua na boca com esses pratos deliciosos.
Aq eu só consigo fazer o strogo e acho q o risoto só papa rs... :(
bjokas

Balas
avatar

Amo todos os pratos que vc falou no post, não sei nem dizer qual é o meu favorito! Talvez uma polentinha frita e bem crocante, nhamy!
Beijo

Balas
avatar

A Itália passou por períodos dificeis durante a guerra, e a polenta era a única fonte de alimentação. Com isso, muitos morreram pois ela era pobre em vitaminas, e tudo mais que o nosso organismo necessita.
Então, ainda existe italianos que renegam a polenta por se sentirem ofendidos pelo que muitos italianos passaram.
Hoje, apesar da nossa polenta ser enriquecida, não conseguiriamos comer ela todo dia, né?
Mas eu adoro uma polentinha...seja frita, com molho,com leite ou qualquer uma de suas variações!

Balas

Oi!!! Obrigada pela sua visita! Não esqueça de se inscrever por e-mail aí embaixo para receber as respostas!! Adoraria que você deixasse um comentário sobre o post! Caso seja alguma pergunta, deixe seu e-mail para contato! Beijokas!!!